Quarta-Feira, 13 de Dezembro -

  • Rogério Lins entrega reforma da Cemeief Maria José Ferreira Ferraz

  • Os 491 alunos da Cemeief Maria José Ferreira Ferraz, localizada na Vila Simões de Almeida, zona norte de Osasco, retomaram, nesta segunda-feira, 13/11, as aulas na unidade escolar, que esteve interditada desde junho.

    A escola, que passou por uma ampla reforma estrutural para garantir a segurança dos alunos e professores, foi entregue na sexta-feira, 10/11, pelo prefeito Rogério Lins, acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, e da secretária da Educação, Ana Paula Rossi.

    Lins salientou que a interdição da escola foi uma escolha difícil, mas a prioridade era a segurança e bem-estar das crianças, professores e demais funcionários. “Não queríamos uma medida paliativa, como ocorreu nos anos anteriores. Queríamos uma reforma adequada e definitiva e valeu a pena, porque a educação é a principal ferramenta para a construção de um futuro melhor para nossas crianças”, afirmou.

    Na ocasião, o prefeito anunciou que a unidade escolar também ganhará uma quadra poliesportiva coberta e apresentou a maquete do projeto que será iniciado nos próximos dias. Outra boa notícia compartilhada é a fase final da discussão do plano de carreira da categoria, que contemplará também os profissionais de apoio.

    A secretária de Educação, Ana Paula Rossi, destacou o apoio da comunidade durante a realização da obra que sanou problemas sérios na estrutura como o vazamento da caixa d´água, rachaduras no piso, infiltração, entre outros. “O problema era antigo e não foi dada a devida atenção. Fizemos essa reforma com muita responsabilidade para privilegiar nossas crianças e também oferecer melhores condições de trabalho aos professores”, disse.

    O secretário de Obras, Cláudio Monteiro, falou da alegria em entregar uma obra tão necessária para a região, que proporcionará mais tranquilidade para os pais e profissionais da educação. “É muito gratificante contribuir para a solução de um problema tão grave que foi negligenciado por tanto tempo. Isso nos dá muita alegria e vontade de trabalhar cada vez mais pela nossa cidade”, destacou.

    Com a reforma, a Cemeief ganhou novo piso interno nas áreas de vivência, circulação, berçário, cozinha e refeitório; rampa de acessibilidade; recuperação estrutural das partes afetadas; nova tubulação de água fluvial e esgoto interno; reforço das vigas; reforma da caixa d’água; revitalização da horta; além de recomposição das calçadas, recapeamento da rua lateral, criação de um novo playground na entrada e serviços de pintura, elétrica e hidráulica.

    No período de interdição da escola, os 102 alunos da Emei foram transferidos para a Emef Irmã Tecla Merlo; os 268 alunos da Emef e os 121 alunos da creche foram transferidos para a Emef Professor Alípio da Silva Lavoura e a Prefeitura garantiu o transporte escolar dos alunos.