Quinta-Feira, 13 de Dezembro -

  • Região elege cinco deputados; Bruna Furlan é a única federal, mas Renata também conta

  • Os eleitores da região Oeste mantiveram o comportamento das eleições passadas e elegeram apenas cinco deputados no último domingo, 7. O único cargo federal foi preenchido por Bruna Furlan, do PSDB, com 126.847 votos. A candidata de Barueri exercerá o terceiro mandato. Ao longo de seus dois primeiros também ajudou a cidade de Osasco, principalmente na área da saúde com cerca de R$ 500 mil para a reforma da Maternidade Amador Aguiar.

    Dos 30 candidatos com domicílio eleitoral nas sete cidades da região que disputavam uma cadeira na Assembleia Legislativa, a população escolheu Gilmaci Santos, com 82.678 votos; Emidio de Sousa, com 65.898, Marmo Cezar, com 84.857 e Ataíde Teruel, com 58.136 do PRB, PT, PSDB e Podemos, respectivamente.

    Dos quatro, apenas Ataíde é novidade. Ele é pai do radialista Fábio Teruel e nunca havia disputado cargo eletivo na vida. Gilmaci foi reeleito para o quarto mandato, Cézar nunca foi deputado mas já foi vereador e prefeito em Santana de Parnaíba e Emidio de Sousa já foi vereador, prefeito de Osasco e deputado estadual em 2001 e 2003.

    Gelso Lima, Ralfi Silva, Daniel Matias, Dr. Lindoso e Dr. Alexandre Bussab, que disputavam o cargo de deputado estadual pela primeira vez, obtiveram 10.795, 14.715, 12.695, 30.457 e 12.498, respectivamente. Cláudio Piteri, Délbio Teruel e Francisco Rossi, nomes conhecidos na política da região, conquistaram o apoio de 24.961, 12.087 e 24.533 pessoas respectivamente, números insuficientes para serem eleitos. A vereadora por Osasco, Dra. Régia, com 2.939, também não foi eleita. O deputado João Caramez (PSB) que já havia ficado com a suplência do PSDB, nas eleições de 2014, acabou não se elegendo novamente. Agora, filiado a um novo partido, PSB, obteve 45.789 votos.

    Para federal, De Paula, do PSDB, obteve 15.214 e Profa. Tereza, do PSB, 3.576, e também não foram eleitos. Valmir Prascidelli, do PT, apesar da grande votação, também ficou de fora, com 43.244 votos.

    É, mas não é… – Renata Abreu, do Podemos, obteve 161.239, ampliando sua votação em cerca de 100% em relação ao pleito de 2014. Ela não é da região, mas contou com o apoio dos prefeitos Rogério Lins (Osasco) e de Igor Soares (Itapevi) para o pleito. Renata é relacionada por Rogério Lins como uma das parlamentares que mais tem ajudado a prefeitura nos últimos anos. O prefeito já anunciou por diversas vezes que sua correligionária encaminhou para o município mais de R$ 20 milhões em emendas que proporcionaram diversas melhorias na cidade.