Quarta-Feira, 13 de Dezembro -

  • Prefeitura de Osasco vai desassorear Braço Morto do Tietê

  • A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Obras e Serviços, dará início as obras de desassoreamento em trecho do Braço Morto do Rio Tietê, entre o Piscinão do Rochdale e a Avenida Bandeirantes, no Rochdale.

    As obras complementam as ações que a Prefeitura vem realizando no local, desde o início do ano, para minimizar o risco de enchente como a ocorrida em 18/11, que atingiu os bairros do Rochdale, Jardim Marieta e Jardim Santa Rita, levando à decretação de estado de Calamidade Pública.

    Para a execução do desassoreamento, a Prefeitura removeu as moradias no entorno do Braço Morto. As quase 200 famílias removidas do local foram incluídas no Programa Habitacional da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano com o Bolsa Aluguel.

    As construções removidas eram irregulares e inadequadas, pois estavam sobre palafitas às margens do rio, e impediam o acesso das máquinas para limpeza do córrego e aprofundamento da calha.

     

    Limpeza

    Desde janeiro, as equipes da Secretaria de Obras e Serviços executaram mais de 16 mil limpezas de bocas de lobo na região, além de retirar lixo e entulho das ruas e córregos. Somente na rua Cuiabá, uma das mais afetadas pelas enchentes, foram retirados 380 caminhões de entulhos, contendo em média 10 toneladas cada.

    Além disso, a Prefeitura desassoreou os córregos Açucará e Rico, retirando mais de 2.200 caminhões de resíduos, cada um contendo 15 toneladas.

    Com a remoção das famílias no entorno do Braço Morto, será possível iniciar a limpeza da área e, na sequência, ao desassoreamento, que prevê afundamento do leito e alargamento da margem. A obra, realizada em caráter emergencial, demorará, em média, três meses para ser concluída.