Terça-Feira, 16 de Outubro -

  •  

    Osasco Voleibol Clube anuncia o Audax como seu novo apoiador

     Campeã mundial, pentacampeã da Superliga, dona de 14 títulos estaduais e polo de uma torcida apaixonada, Osasco é considerada a capital mundial do vôlei feminino. Por essa tradição e conquistas, o Osasco Voleibol Clube vai, uma vez mais, mostrar sua força nas quadras brasileiras. Com apoio do Audax, a equipe para a temporada 2018/19 está confirmada e em fase final de formação. O novo projeto foi apresentado na manhã desta terça-feira (29), no Centro de Treinamento da Vila Yolanda, onde o time que passará a ser chamado de Osasco-Audax recebeu mais de 40 jornalistas.

    Os primeiros nomes confirmados são a ponteira Mari Paraíba, a líbero Camila Brait e a levantadora Carol Albuquerque. O trio defendeu a equipe de Osasco na temporada passada e tem grande identificação com a fanática torcida local. “Trabalhamos muito nesse período para, primeiro, manter o projeto e, na sequência, formar nosso grupo de atletas. Estamos em fase final de renovações e novas contratações. Em breve teremos muitas e boas novidades e vamos trabalhar para lutar pelo heptacampeonato paulista consecutivo, para estar entre os quatro finalistas da Superliga e, a partir daí, lutar pelo título”, garantiu o técnico Luizomar de Moura.

    Para superar as dificuldades geradas pela crise econômica pela qual o passa o país, o Osasco Voleibol Clube conta com apoio irrestrito da Prefeitura. O prefeito Rogério Lins (Podemos) assumiu o compromisso de manter o projeto e amealhou apoio do empresariado local. “O vôlei feminino é um verdadeiro patrimônio da cidade de Osasco e jamais permitiríamos que um projeto de tamanha importância e tradição chegasse ao final. Nossos munícipes e todos os amantes do esporte pelo Brasil podem ficar tranquilos, pois o ginásio José Liberatti continuará sendo palco de grandes espetáculos esportivos. Agora é mais Osasco do que nunca”, afirmou o prefeito, se referindo a hashtag #maisosascodoquenunca, sucesso nas redes sociais..

    “Nós, do Audax, somos apaixonados por esporte. Até hoje, investimos no futebol, mas quando surgiu a oportunidade de firmar essa parceria e aliar o nosso clube a um projeto vencedor como o do vôlei feminino de Osasco, fizemos todos os esforços para colaborar. O Resultado é essa parceria que, tenho certeza, continuará a render conquistas para a cidade que é considerada a capital do vôlei”, afirma o empresário Gustavo Teixeira, diretor executivo do Audax, agremiação com equipes masculina e feminina na disputa do Campeonato Paulista de futebol.

    Com o apoio do poder público municipal, empresas locais e Audax, o Osasco Voleibol Clube está em fase final de estruturação da nova equipe. Entre os primeiros nomes confirmados, Camila Brait comemora a continuidade do projeto. “Nós temos uma equipe de tradição, que sempre briga para estar no pódio em todos os campeonatos que disputa. Tenho plena confiança que o novo grupo manterá essa pegada e o alto nível dignos da história de Osasco. Não vejo a hora de iniciar os treinos para a nova temporada em Osasco, que é a minha casa, onde cheguei aos 18 anos e construí minha carreira e família”, atestou a jogadora, que já conquistou vários títulos defendendo a cidade, como o Mundial de Clubes 2012, duas Superligas, oito Paulistas, além do tricampeonato da Copa Brasil.

     

    Em parceria com a Prefeitura de Osasco e o Audax, o técnico Luizomar de Moura e a diretoria do clube foram a campo em busca de apoio para manter o projeto em pé. Agora, prestes a anunciar a nova equipe, o treinador é enfático ao ressaltar a importância da união de forças para o sucesso. “Entendemos que a delicada situação pela qual passa o Brasil é um fator de dificuldade. Mas a tradição do nosso clube, tudo que já fez pela cidade e pelo Brasil, tem um peso enorme. E esse peso se reflete no esforço feito pela prefeitura, membros do clube, e empresários para seguirmos em frente. Estou muito feliz por esse novo momento e só posso agradecer toda a ajuda que recebemos”, disse o treinador.

    Força e Tradição – A força do vôlei de Osasco apareceu na temporada passada, quando conquistou o hexampeonato Paulista e o tricampeonato da Copa Brasil. Além disso, chegou à semifinal da Superliga e venceu caro a vaga na decisão, no quinto e último jogo da série contra o Dentil/Praia Clube. “Nós temos camisa, tradição e muito trabalho no dia a dia. Tudo isso tem se refletido, ao longo dos anos, em grandes resultados, títulos, lugares no pódio e atuações memoráveis”, completa Luizomar.

    Torcida número 1 – A tradição do vôlei de Osasco se mostram também fora de quadra. Com arquibancadas cheias e show de animação a cada partida no José Liberatti, a torcida osasquense é a número 1 há várias temporadas. Foi assim também em 2017/18. Em 11 rodadas, 28.443 pessoas foram ao ginásio incentivar a equipe local. Nenhum clube do campeonato nacional teve números tão expressivos.

     

    Na média, Osasco recebeu mais de 2.500 torcedores por jogo no José Liberatti, que tem capacidade para 4 mil pessoas. Esse foi o número registrado na partida contra o Dentil/Praia Clube, dia 16 de fevereiro, quando, com lotação máxima, o time osasquense bateu recorde ao registrar o maior público da temporada 2017/18 da Superliga. Para a temporada 2018/19, a expectativa é para mais um show da fanática e apaixonada torcida de Osasco.

     

    O treinador – O técnico Luizomar de Moura tem uma carreira vitoriosa na modalidade, com um título mundial, três conquistas de Superliga, sendo duas pelo time de Osasco (2009/10 e 2011/12) e uma pelo Flamengo (2000/01), em seu primeiro ano como técnico. Ele também é tricampeão da Copa Brasil (2008, 2012 e 2018), tetracampeão Sul-Americano de Clubes (2009, 2010, 2011 e 2012), octacampeão Paulista (2006, 2007, 2008, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016), todos comandado o time osasquense. Além da conquista do mundial de clubes na temporada 2012/13, chegou a mais duas finais, em 2010/11 e 2014/15.

     

    Luizomar comandou as seleções de base do Brasil de 2003 a 2016. Nesse período conquistou um recorde e até hoje é o único treinador campeão mundial em todas as categorias. Ele tem em seu currículo um tetracampeonato mundial, sendo três pela seleção e um pelo clube de Osasco. Também ganhou os títulos do Mundial Infanto Juvenil, de 2005, na China, do Mundial Juvenil, de 2007, na Tailândia, do Mundial Infanto Juvenil, em 2009, também na Tailândia, e o do Mundial de Clubes, em 2012, no Qatar, além do hexacampeonato sul-americano pelas seleções de base (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014).