Quinta-Feira, 13 de Dezembro -

  • Na Câmara, Tiririca se diz decepcionado

  • O deputado federal Tiririca (PR) utilizou à tribuna da Câmara nesta quarta-feira, 6/12, para fazer um discurso no qual disse estar com “vergonha” da política e, por isso, está “abandonando a vida pública”. No discurso, o deputado não esclareceu se a afirmação significa que ele renunciará ou que deixará de disputar eleições. Procurada, a assessoria de Tiririca informou que ele não pretende mais se candidatar. Tiririca foi o segundo deputado mais votado no país em 2014, com mais de 1 milhão de votos. “Subo nesta tribuna pela primeira vez e pela última vez, não por morte, mas porque estou abandonando a vida pública”, disse. O deputado também acrescentou: “É triste e o que vi nesses sete anos, saio totalmente com vergonha, não vou generalizar, não são todos, tem gente boa como em qualquer profissão”. Este foi o primeiro discurso de Tiririca desde que ele foi eleito pela primeira vez, em 2010. Tiririca ressaltou ainda ser, segundo ele, um dos deputados mais assíduos na Câmara. No discurso, ele afirmou não ter feito “muita coisa”, mas atribuiu isso à “mecânica louca” do Congresso Nacional. “Estou saindo triste para caramba, estou muito chateado, muito chateado mesmo com a nossa política, com o nosso parlamento. Eu, como artista popular que sou e político que estou, estou bem chateado. Não com os meus sete anos aqui na política. Não fiz muita coisa, mas, pelo menos, fiz o que sou pago para fazer, estar aqui e votar de acordo com o povo”, declarou.

     

    Vereador Tinha cobra assinatura para instaurar CPI do transporte 

    O vereador Tinha Di Ferreira (PTB) utilizou a tribuna, na sessão desta terça-feira, 5/12, da Câmara de Osasco, para cobrar a adesão dos vereadores ao pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar os contratos de concessão das empresas de transporte público. Segundo o parlamentar falta apenas mais uma assinatura para que o processo seja instaurado. “Peço aos vereadores que assinem o pedido. Só falta uma assinatura para instaurarmos essa CPI e apurar a situação do transporte público da nossa cidade”, pediu. O vereador tem questionado as razões que levaram as empresas permissionárias a não respeitarem a alteração na Lei Orgânica, que entrou em vigor no dia 4 de novembro, e que reduziu para 60 anos a gratuidade no transporte coletivo. De acordo com o parlamentar, a empresa ingressou com uma ação na Justiça contra a redução da idade para obtenção da gratuidade, porém, para ele, enquanto a Justiça não se manifesta sobre o caso, os órgãos competentes da administração devem exigir que as empresas cumpram a Lei. “A Lei é para ser cumprida. Não podemos ser desrespeitados. Temos que cobrar a Secretaria de Transportes para fiscalizar, porque as empresas não estão respeitando a população idosa nem a lei dessa cidade que foi aprovada nessa Casa. Tenho certeza que se a CPI for instaurada, eles vão querer conversar”, enfatizou Tinha. O parlamentar ainda falou da questão contratual. Segundo ele, as empresas alegam que o contrato de concessão prevê a idade de 65 anos. “Se esse é o problema, vamos então, formalizar aquela CPI que muitos dessa casa desejam e cancelar esse contrato e refazer um outro que respeite o Estatuto do Idoso, que é uma lei Federal”, defendeu. Até agora, além da assinatura do Tinha, o pedido tem apoio dos vereadores: Lindoso (PSDB), Régia (PDT), De Paula (PSDB), Didi (PSDB) e Ricardo Silva (PRB).

     

    Cemitério para animais em Barueri

    O vereador de Barueri Allan Miranda (PSDB) apresentou uma indicação na sessão de terça-feira, 5, sugerindo a criação de um cemitério municipal para animais domésticos de pequeno porte em Barueri. De acordo com a propositura, o objetivo é conscientizar e incentivar a população a dar a destinação correta aos corpos de seus bichos de estimação. Segundo o parlamentar, a criação de um local adequado para o sepultamento de animais domésticos, além de levar mais conforto aos responsáveis que perderam seus bichinhos, vai assegurar também a preservação do meio ambiente. “Há uma preocupação muito grande com o descarte irregular dos corpos, já que muitos são sepultados em qualquer lugar ou até mesmo colocados no lixo doméstico, o que representa um grande risco de contaminação do solo e do lençol freático”, explicou Allan Miranda.

     

    Estações tubos em Barueri

    Ainda na sessão desta terça-feira, em Barueri, o vereador Fabião (PC do B) apresentou uma indicação propondo ao Poder Executivo a criação de “estações tubo” no sistema de transporte coletivo de Barueri. Os dispositivos seriam construídos nas principais vias da cidade, funcionando como polos de grande captação de passageiros. De acordo com a propositura, as estações tubulares ficariam do lado esquerdo das avenidas, deixando as faixas paralelas livres para a circulação dos demais automóveis. O vereador destacou que a medida já foi adotada por cidades que tiveram êxito na melhoria de seu sistema de transporte. “É o caso  de Curitiba. A capital do Paraná é conhecida internacionalmente como um município exemplo de sucesso na mobilidade urbana”, disse Fabião. O líder do governo na Câmara também lembrou que as estações tubulares tornam mais rápido o embarque dos passageiros, já que o pagamento da tarifa é feito ao acessar o dispositivo, e não ao embarcar no ônibus. “Esses equipamentos são dotados de cobertura de vidro, rede wi-fi, bancos estofados e todo tipo de adaptação para pessoas com deficiência. Seguramente vai trazer mais conforto para o passageiro e agilidade para o transporte público de Barueri”, justificou Fabião.

     

    Córregos em Carapicuíba

    Durante a sessão da Câmara de Carapicuíba a vereadora Néia Costa (PSB) demonstrou preocupação com possíveis enchentes causadas pelas tradicionais chuvas do fim do ano.

    A parlamentar apresentou uma Indicação ao prefeito Marcos Neves (PV) solicitando o serviço de limpeza e canalização dos córregos existentes nas ruas Argeu de Almeida Souza (Jardim Ampermag), Vicentina Coutinho Ferreira (Ariston), Avelino Atônio da Silva (Vila Silvânia) e nas avenidas Dois Córregos (Ariston) e Marginal do CSU.

     

    Cioeste assina acordo com Córdoba

    O presidente do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo), Elvis Cesar, participou na última semana da 22ª Cúpula das Mercocidades, realizada em Córdoba, na Argentina, entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, onde assinou um acordo para parcerias comerciais junto ao prefeito da cidade argentina, Ramón Mestre. A Cúpula reúne cidades dos países que integram o Mercosul. O objetivo do convênio com Córdoba é favorecer a realização de parcerias mútuas que propiciem o desenvolvimento econômico tanto na região do Cioeste quanto na cidade da Argentina. Durante a 22ª Cúpula das Mercocidades, a Prefeitura de Córdoba salientou que o congresso contribui com a construção de novas visões sobre o desenvolvimento econômico, social e ambiental, na medida em que reúne prefeitos e gestores da administração pública para fortalecer as redes, de atores engajados em debater os desafios da gestão pública e, desta forma, a sociedade como um todo. O Cioeste atua intensamente na realização de parcerias com organismos nacionais e internacionais que contribuam com o desenvolvimento da região do consórcio, beneficiando igualmente a todas as cidades que o integram (Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista).

     

    Desdobro em Itapevi

    Finalmente os proprietários de imóveis irregulares em Itapevi poderão regularizar a situação. É que a Câmara Municipal aprovou por unanimidade uma emenda aditiva ao Projeto de Lei Complementar 010/2017, que autoriza a regularização de desdobro e fracionamentos de terrenos no município. A emenda é de autoria de todos os vereadores e foi aprovada na sessão ordinária desta terça-feira, dia 5 de dezembro. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Bruxão Cavanha, a lei vai beneficiar loteamentos implantados e consolidados antes da promulgação do Plano Diretor de Itapevi. “É voltado para quem tem lote com área mínima de 125m², com testada mínima de 5 metros. Nós vereadores autorizamos a Prefeitura a regularizar os desdobros realizados até fevereiro de 2008”, afirmou. A lei comporta o uso residencial, comercial, serviços e industrial de pequeno porte, não poluentes, com restrição para usos de médios e grandes portes e que gerem incômodo à municipalidade.