Terça-Feira, 19 de Junho -

  •  

    Maio Amarelo: Barueri diminui índice de vítimas no trânsito

    Desde criança aprendemos que a cor amarela no semáforo significa atenção. E é isso mesmo, sinalização e advertência no trânsito. Por isso, maio, o mês em que a ONU decretou a década de ação para a segurança no trânsito (em 2011) se juntou à cor e deram nome ao movimento: Maio Amarelo.

     

    O propósito é chamar a atenção da sociedade, levando ao entendimento e à prudência nas ruas e diminuir o alto índice de mortes e acidentes no trânsito por todo o mundo.

     

    Assim como no ano passado, o tema de 2018 visa estimular os condutores, pedestres e passageiros a manterem um trânsito mais seguro. Como dizem por aí, os acidentes de trânsito não acontecem do nada, mas são resultados de más condutas e irresponsabilidade.

     

    Em Barueri, a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana vem desempenhando um trabalho com muita seriedade para prevenir e orientar a população. Uma série de ações vem sendo realizadas, não apenas em maio, mas durante todo o ano, e o resultado é uma baixa no índice de vítimas fatais em acidentes de trânsito na cidade.

     

    Na comparação do primeiro trimestre de 2017 com o mesmo período de 2018, houve queda nos acidentes com óbitos. E os números continuam diminuindo, pois houve também redução no índice de atropelamentos na cidade nos quatro primeiros meses do ano, em comparação com janeiro a abril do ano passado (5 casos contra 19).

     

    A motocicleta ganha

    Desde 2015 o Infosiga, site do Governo do Estado que apresenta estatísticas referentes ao trânsito, aponta que a maior parte dos acidentes envolve motocicletas. Em Barueri, o número também impressiona. Só neste ano, aconteceram oito acidentes de trânsito com vítima e todos envolveram motocicleta. É um alerta à população e principalmente aos jovens, já que o maior índice de acidentes nas ruas é ocasionado por pessoas entre 18 e 29 anos.

     

    Conscientização

    Durante esse mês, os agentes do Demutran estão pelas ruas da cidade distribuindo multas morais, informativos e também realizando palestras preventivas em escolas e instituições. No Ganha Tempo, há um estande com vídeos e agentes que abordam os munícipes com orientações e simulações de riscos. Numa delas, a pessoa tenta andar em linha reta usando óculos que simulam embriaguez. Uma missão quase impossível. “Você não tem certeza se está andando no lugar certo. Fiquei inseguro, com medo de esbarrar em alguém. A gente tem que tomar cuidado, porque se é isso que vemos quando estamos bêbados, realmente dirigir é um risco”, comentou um dos abordados.

     

    A maioria da população acredita que é capaz de dirigir após a ingestão de bebidas alcoólicas, mas depois de uma breve simulação o conceito muda. Vale lembrar, que o principal fator que causa acidente no trânsito é o consumo de álcool. Além da alta velocidade, desrespeito à sinalização e, atualmente, o uso indevido do celular ao dirigir.