Quarta-Feira, 19 de Setembro -

  •  

    João Paulo fala sobre manutenção da candidatura de Lula à presidência

    O Diretório Municipal de Osasco do Partidos dos Trabalhadores reuniu na manhã desta terça-feira seu presidente, Aguimarães de Caldas, o coordenador da Macrorregião da legenda, Valdir Roque, e o ex-deputado federal João Paulo Cunha e concedeu entrevista coletiva à imprensa regional.

    João Paulo falou sobre a reconstrução do partido na região e sobre a candidatura de Lula à presidência da República. “Surpreendentemente o processo de reconstrução do PT está muito bom. Pra quem achava que acabou tudo, há ainda um pouco de borracha pra queimar”.

    No que se refere a manutenção da candidatura de Lula, Cunha argumenta que o líder petista poderá inclusive participar do programa eleitoral na TV e no rádio. “Lula terá do dia 31 de agosto até 16 de setembro para participar da programação. Mesmo preso ele aparecerá porque já possui dezenas ou centenas de vídeos que foram gravados durante as outras campanhas que participou. Sua presença estará garantida porque seus direitos políticos não estão cassados”, disse.

    João Paulo afirmou ainda que as pesquisas de intenções de votos apontam que se Lula indicar um candidato, conseguirá transferir cerca de 30% dos votos para o indicado.  “Se o indicado por Lula for ao segundo turno e vencer a eleição, teremos dois polos de poder no país. Um no Palácio do Planalto e outro na cela em Curitiba, porque o eleito terá certamente um sentimento de gratidão pelo ex-presidente.”, argumenta.