Não é possível acessar esse site

Não foi possível encontrar o endereço IP do servidor de jornalarua.com.br.

Não foi possível encontrar o endereço IP do servidor de jornalarua.com.br.
 Jornal A Rua

Sexta-Feira, 05 de Março -

  • [adrotate group=”1″]

  • [adrotate group=”1″]

  •  

    Ilha do Cardoso oferece encontro com golfinhos e praias desertas

    No Sul do Estado de São Paulo, dentro dos limites de Cananeia (a 256 km da capital), está a ilha do Cardoso, um parque estadual, que ocupa mais de 130 quilômetros quadrados com praias vazias e natureza preservada. Tudo cercado por muita água. Para chegar lá, só de barco.

    As saídas são frequentes a partir de Cananeia. O preço do aluguel de uma voadeira, tipo comum de embarcação na região, usada por moradores da cidade e da ilha, varia com a distância. Uma vez iniciado o passeio, prepare a câmera: o boto-cinza aparece aos montes, principalmente nas proximidades da praia do Pereirinha. Já na ilha, o passeio pode começar pelo Núcleo Perequê, onde uma parte dos pouco menos de 400 habitantes da localidade vivem.Ali existe um espaço para a recepção de visitantes. Inaugurado em 2010, o prédio guarda painéis e objetos que explicam a biodiversidade e os diferentes locais dentro da ilha e ainda um imenso esqueleto de baleia.

    Na praia do Pereirinha, um único restaurante, comandado por família que mora na ilha, serve os visitantes. É possível fazer uma refeição com peixe, salada e arroz por R$ 40 em média e recuperar as energias com um mergulho junto aos golfinhos.
    A praia nunca está muito cheia, o limite estabelecido pela administração do parque para garantir a conservação da biodiversidade é de mil banhistas por dia.