Jornal A Rua

Quinta-Feira, 16 de Agosto -

  •  

    Ginasta de Osasco representará o Brasil em competições na Colômbia e na Rússia

    Viviane Oda, de 13 anos, atleta de Osasco, foi convocada para compor a Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica, que disputará o Campeonato Sul-Americano em Melgrar, na Colômbia, e o Torneio do Mundo em Kazan, na Rússia. Esta é a quinta convocação da atleta para a Seleção.

    A seletiva aconteceu em 11/7, na cidade de Curitiba. Viviane foi a única ginasta individual do estado de São Paulo que conseguiu a convocação. A atleta é uma das principais apostas da Confederação Brasileira de Ginástica para o Mundial Juvenil da Rússia, em 2019, e para os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

    A coordenadora técnica e árbitra internacional de Ginástica Rítmica, Maria da Conceição Costa, falou sobre a promissora ginasta. “Vivi honra a bandeira de Osasco, município que a acolheu e a transformou na grande atleta que é hoje. Ela é uma menina de gênio forte, que se comunica muito pouco e é muito tímida. Costumamos dizer que só se comunica nas coreografias mesmo”.

    Atleta de Osasco desde de 2013, Viviane estreou em competições oficiais aos 9 anos, em 2014, desde então, a Pequena Notável, como é conhecida, vem se destacando em competições no Brasil e no mundo.

    Em 2015, no estadual disputado em Pindamonhangaba, foi campeã nas categorias mãos livres, arco, bola e individual geral. No Brasileiro daquele ano, disputado em Osasco, competindo em casa, levou a medalha de ouro no individual geral, bola e mãos livres. E no Sul-Americano de Cochabamba, Bolívia, ganhou ouro por equipe, no individual geral, na bola e no arco, e prata nas mãos livres.

    Em 2016, disputou o Brasileiro de Manaus e foi campeã no arco e na fita. No Sul-Americano de Paipa, Colômbia, foi campeã por equipe, na bola e na fita.

    Em 2017, foi campeã em todos os aparelhos que disputou no Brasileiro de Vitória. No Sul-Americano, no Equador, ganhou ouro por equipe e nas maças. No Pan-Americano, na Argentina, mesmo com o tendão da mão machucado, foi campeã do arco, bola e fita, e mesmo sem conseguir fazer o manejo das maças, que não paravam na mão, foi vice-campeã no individual geral. No LA Lights de Ginástica, em Los Angeles, nos Estados Unidos, na categoria infantil, foi campeã individual geral e levou medalhas em todos os aparelhos.

    E em 2018, competindo com ginastas de 14 e 15 anos, foi vice-campeã do Rhythmic Art Invitational de Miami, nos Estados Unidos, com quatro medalhas de prata e uma de ouro. Ajudou a equipe de Ginástica de Osasco no Vice-Campeonato dos Jogos Regionais, disputados na cidade de Santo André, conquistando ouro nas categorias bolas, maças e fitas, além de se classificar para os Sul-Americano, na Colômbia, e para o Torneio Mundial da Rússia, após seletiva em Curitiba.

    A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer, oferece aulas gratuitas de ginástica. Para mais informações, ligue: 3656-3869, 3654-2897 ou 3654-1062.