Jornal A Rua

Sábado, 18 de Agosto -

  •  

    Diminuição no abastecimento de combustível altera programação de ônibus na região

    A Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana de Barueri, por meio da Coordenadoria de Transportes, informa que o atendimento do transporte público na cidade teve que ser reprogramado, em função da greve dos caminhoneiros que afeta o abastecimento de combustível.

    Para evitar a paralisação total dos ônibus municipais, a partir hoje (dia 25), a circulação dos coletivos seguirá, nos dias úteis, a programação adotada usualmente aos sábados.

    No sábado a operação seguirá com os intervalos utilizados geralmente aos domingos. E no domingo a frota usual será reduzida.

    Os ônibus que fazem as linhas municipais voltam a circular normalmente tão logo a situação do abastecimento de combustível for normalizada.

    Contato – Para mais informações, a Coordenadoria de Transportes de Barueri mantém o SAC, das 8 às 17h, na linha telefônica gratuita 0800-771-0130. Os telefones das empresas concessionárias do transporte municipal são 0800-770-9299 (BBTT) e 0800-077-9399 (Ralip).

    Em Osasco – A cidade também vai adotar medidas para garantir que o transporte público não pare. A frota vai operar, a partir de hoje, com redução de 20%. A coleta de lixo está garantida até sábado com o estoque atual, mas está prevista a chegada de um caminhão de combustível para o setor, devidamente escoltado pela polícia, o que deve estender o serviço por mais algum tempo. As ambulâncias têm combustível para operarem até domingo. As informações são da secretaria de Comunicação da Prefeitura.

    São Paulo também adota medidas – Em São Paulo, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss), afirmou que oito das catorze associadas tinham diesel apenas até ontem. Outras seis possuem estoque suficiente para operar até hoje. Desde ontem a cidade vem operando com frota reduzida para 40%.

    Além das catorze empresas vinculadas à entidade, outras doze companhias operam na capital paulista, totalizando uma frota municipal de 14.000 ônibus que transportam cerca de 6 milhões de passageiros por dia e consomem cerca de 40 milhões de litros de diesel por mês, afirmou o SPUrbanuss.