Sábado, 15 de Dezembro -

  • Cultura de Barueri resgata o chorinho tradicional

  • Segundo a história, o choro, ou chorinho, é considerado a primeira música urbana tipicamente brasileira. Um gênero que expressa com autenticidade a riqueza da cultura musical do Brasil. Não por acaso, é também estudado pelos alunos das Oficinas de Artes e do Núcleo de Música da Secretaria de Cultura e Turismo.

    O secretário Jean Gaspar ressalta que alunos e professores estão empenhados em manter vivo o chorinho na cidade, incentivando as pessoas a o conhecerem através de cursos especializados e na formação de um grupo Regional de Choro.

    As aulas dos cursos de choro são divididas em duas turmas, preparadas pelo professor Felipe Alves, músico que também faz parte da banda do cantor e compositor Tom Zé. As aulas são voltadas para o choro tradicional, que originalmente era composto de violão de sete cordas, violão, bandolim, flauta, cavaquinho e pandeiro.

    “Em Barueri, o curso é voltado para alunos já iniciados e que já tenham uma técnica razoável com o instrumento”, informa Alves. Quanto ao grupo de choro, ele adiantou que montou um conjunto de formação tradicional, com instrumentistas profissionais de Barueri e com músicos de fora. “Já iniciamos os trabalhos de definição de repertório e ensaios. Logo mais o Regional estará à disposição da Secretaria de Cultura para apresentações.”