Jornal A Rua

Quinta-Feira, 16 de Agosto -

  •  

    Realize seus sonhos. Faça disto um objetivo de vida.

    O ser humano tem anseios, vontades e sonhos desde criança. Meus filhos, por exemplo, já sonharam em ser astronauta, mágico, piloto de avião, militar e, atualmente, mesmo com habilidades futebolísticas limitadas, fruto da herança paterna do cromossomo Y, sonham em jogar no Palmeiras ou Real Madri. Incentivar um filho é papel de qualquer pai e espero que não se transforme num problema, afinal são apenas sonhos de crianças. Na realidade, acredito que no futuro a minha preocupação será outra, pois imagino que eles terão outros sonhos e anseios relacionados, por exemplo, ao futuro e realização profissional e sucesso econômico, mas perceberão que boa parte destes sonhos estarão associados a outros sentimentos, como frustação, medo e fracasso, porque alguns podem não se realizar. E neste caso, além de pai, também terei que atuar como profissional da área educacional e ensiná-los que a maioria dos SONHOS só podem se tornar realidade quando os transformamos em OBJETIVOS. Parece um simples jogo de palavras, mas não é, afinal apenas um objetivo pode ser realmente alcançado, mas isto exige planejamento, metas, disciplina, autoavaliação e tempo. O sonho, por outro lado, é apenas um sonho, que até pode se realizar, mas dependerá do acaso e, por acaso, pode não acontecer. Explicar estes conceitos para os adolescentes que tem dificuldades em controlar a angústia e a ansiedade, características desta fase da vida, não é tão simples. Futuro e responsabilidade, que pareciam distantes ao longo da infância, os cercam e sufocam de tal maneira que alguns têm problemas com suas emoções, principalmente, quando atingem a última etapa do ciclo escolar. Alguns se sentem preparados e tranquilos, alguns adotam uma postura de insegurança se está ou não bem preparado para enfrentar os desafios, enquanto outros, de resignação e derrota, antes mesmo de enfrentá-los.
    Todos os anos, a Coordenação Pedagógica do COC VILA YARA orienta e auxilia os alunos a mudarem estes pensamentos e atitudes. Inicialmente, devem criar metas e objetivos, mas é necessário não confundir os termos. Melhorar as notas de uma disciplina é um objetivo e para alcançá-lo é necessário estabelecer algumas metas. Propor metas simples e realistas são melhores, pois serão possíveis de serem alcançadas dentro do prazo estabelecido. E neste momento, surge um princípio muito importante: o “Tempo”. Planejar e estabelecer metas só tem sentido quando associados a um período de tempo. Por isto é necessário ser realista e reconhecer as suas limitações. Entender que elas podem ser momentâneas e, então, criar metas para que sejam superadas de forma gradual, de acordo com a sua capacidade. Outro detalhe importante: o aluno não deve olhar para o lado, mas dentro de si, pois cada pessoa tem seu ritmo, virtudes e defeitos e não deve tentar ser igual ou melhor que o colega, mas superar os seus próprios limites.
    Para que isto ocorra é necessário, além da vontade de alcançar um objetivo, algum nível de “sacrifício”, como mudar e organizar a sua rotina diária, incluir momentos para revisar os conteúdos das aulas, realizar as atividades propostas, participar dos Plantões de Dúvidas e Grupos de Estudos no Colégio. A Orientadora Educacional do COC VILA YARA auxilia os alunos nestas tarefas e explica que isto pode ser feito de forma gradual. Agir desta maneira, produz várias consequências positivas, pois ao atingir as primeiras metas, a autoconfiança do aluno aumenta. E a cada meta alcançada aparece a vontade de querer traçar novas metas, sempre com foco no objetivo final. Assim, um sonho irá se realizar, pois se transformou em um objetivo, possível de ser alcançado e este princípio será muito útil em sua jornada ao longo da vida, pois haverá a sensação que os próximos passos ocorrerão de maneira mais tranquila e natural. Quanto aos meus filhos, no alto dos seus oito anos, prefiro que tenham apenas sonhos, como todas as crianças de sua idade devem fazer. E no meu caso, eu continuo trabalhando e sonhando com um futuro que gostaria que todos que me cercam alcancem. “Força e Luz, pois a Jornada é Longa!”

    Roberto Saito
    Coordenador Pedagógico
    do Ensino Médio